Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

Crítica: "Ocean´s 13"

 

  

"My diamonds!..." – Al Pacino

 

O antes deste terceiro capítulo é desde logo muito interessante. O trailer, não era um dos mais apelativos da "trilogia", era engraçado e mostrava q.b. aquilo que se poderia ver (um erro recorrente - os trailers mostrarem demasiado). Percebíamos que tínhamos o humor a que Soderbergh já nos habituou, o mesmo perfil dos personagens e alguns "amigos" novos, verdadeiros ícones na história do cinema, prontos a complicar a vida ao nosso grupo de aliados.


Mas Soderbergh é mais perfeito que na sequela anterior. Os pormenores estão lá todos, independentemente de pessoalmente me agradarem ou não. O toque do telefone de Brad Pitt, memorável; a "relação" de Brad Pitt e George Clooney simplesmente genial, eles entendem-se sem precisarem de falar; Matt Damon e a sua família, são de rir; a ida ao México e a "pequena revolução" com base na Tequilla Zapata para reivindicar um aumento de três dólares são sequências que, tal como algumas no primeiro, ficam na retina. E há algo que acho ninguém pode contra-argumentar - todos os actores se divertem a fazer este filme. Basta interpretar o que eles nos transmitem para se conseguir ver o brilhar dos olhos e, talvez por isso, o filme, ou os filmes, consigam sempre aparentar um ar tão cool, descontraído e bem-disposto.


No grafismo está o que menos me agradou, aqueles números e os "titles" no genérico inicial e durante o filme, pessoalmente não concordo com a escolha, apesar de conseguir perceber a decisão estética. O primeiro plano (plano-sequência) que persegue Brad Pitt, está fantástico, mas lá no meio tem um ou outro que até causam algum desconforto ao espectador, mas quem conhece o trabalho do realizador, já quase nem estranha, mas que ainda assim não me agradam.


Comparando com os dois filmes anteriores, algo faltou neste. No primeiro a história recaía sobre Clooney, no segundo sobre Pitt e neste não tem ninguém onde sustentar o argumento, ou seja, temos muitas personagens para referir (problema recorrente nos últimos filmes que vi), o que acaba por se reflectir numa certa falta de ritmo no desenrolar da história. Mas nada de preocupante, o filme vê-se muito bem.


Filme a ver para esquecer um dia repleto de problemas. É descontraído, conta uma história que capta a atenção de todos (um bom assalto é sempre um argumento irrecusável) e ainda se faz acompanhar de um brutal elenco de actores, todos eles sempre muito bem. A música consegue de forma eficaz acompanhar todo o filme. Atinge em cheio os objectivos aos quais se propõe- Entreter. Um filme de entretenimento, que nunca vai estar entre os melhores da história do cinema, mas que de certeza está na minha lista de preferidos.

O Melhor: O ritmo descontraído de todo o filme.

O Pior: Alguns aspectos estéticos e alguns planos menos conseguidos.

 

publicado por OlharCrítico às 14:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

posts recentes

Férias… Palavras para quê...

Excelência nas editoras?!...

Onde pára a Originalidade...

Crítica: "Transformers 2:...

Nunca um ADEUS mas sim um...

O TERROR, o drama, a emoç...

Novos posters de "Sherloc...

Trailer (do caraças) de "...

Futebóis

Crítica: "Terminator Salv...

"Iron Man 2": 1ª foto de ...

Trailer de "500 Days of S...

Crítica: "Six Feet Under"

Venha daí o CLICHÉ pois e...

Sam Worthington em "Clash...

Ora digam lá, o que é mai...

David Carradine (1936-200...

Teaser de "[REC-2]"

E Viva lá TV!!

Livros e Cinema (serão as...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links

votações

Melhor Bond...James Bond

Melhor Serial Killer

Melhor Filme de Natal

Melhor Filme de Super-Heróis

Melhor Actor Secundário

Melhor Filme Romântico

Melhor Série de TV actual

Melhor Transformação Física

Melhor Dupla de Cinema

Actor de TV mais sexy

Actriz de TV mais sexy

Melhor Monstro

Melhor Blockbuster

Melhor Actor Actual de Acção

Melhor Temporada do 24

Melhor Filme de Quentin Tarantino

Expectativas para o The Dark Knight

Melhor Filme de Steven Spielberg

subscrever feeds