Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

Crítica: "Max Payne"

 Classificação:  (6/10)

 

Mais um filme dentro do género de adaptação de um jogo. Este género de filme debate-se com mais um problema, além de todos os outros problemas que os filmes em geral se costumam debater. Basearem-no num jogo de PC (ou outra qualquer plataforma) implica que seja difícil, como espectadores, e se conhecermos o jogo, de não o relacionarmos com o mesmo. Max Payne foi, na minha opinião, um dos melhores argumentos feitos para um videojogo. Encerrava uma bela história e, neste caso o jogador, vestia mesmo a pele do personagem para fazer avançar a narrativa.


Isto não acontece no filme. Não há, ou não se sente, empatia pela história, nem muito menos da maneira como ela nos é apresentada, que todavia reconheço que faz um esforço para nos aproximar ao ambiente de videojogo. O argumento, da mesma maneira, deixa muito a desejar, pelo menos para filme entenda-se. Por outro lado temos uma concepção estética muito eficaz e que resulta muito bem, com a recriação de ambientes soturnos em tons monocromáticos. Relativamente à representação, não desilude mas também não marca nada nem ninguém, sendo por isso banal. No que respeita aos efeitos especiais no geral, são bastante bons, mas onde fica evidente que aquilo que resulta com excelência num jogo nem sempre é fórmula de sucesso no mundo do cinema. Acaba por ser um filme que indubitavelmente fica no nosso esquecimento.


O MELHOR: A concepção estética de todo o filme. Muito bom. E muito bem adaptado.


O PIOR: Um filme banal, sem grande chama. É apenas mais um.
 

tags:
publicado por OlharCrítico às 09:04
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De The Joker a 27 de Outubro de 2008 às 13:06
Não podia concordar mais com a tua crítica! Visualmente fantástico mas banal em tudo o resto. Enfim, vê-se...

Abraço
De OlharCrítico a 27 de Outubro de 2008 às 22:32
Caro The Joker :)

É verdade, parece que o universo dos videojogos não está propriamente fácil quando se liga ao mundo do cinema. Ficamos assim à espera de melhores dias. E eu que já esperava tanto deste Max Payne... suspiro...


Abraços

A.S.
De mimesis a 12 de Novembro de 2008 às 20:28
Se é "Um filme banal, sem grande chama. É apenas mais um", porque é que lhe deste 6 pontos? Se é mau deves pelo menos dar abaixo de 5... É o que eu penso.
Isso de dizer mal de um filme e depois galá-lo com estrelas é penoso para quem lê...
De OlharCrítico a 15 de Novembro de 2008 às 22:52
Não menos penoso do que ter que responder a um comentário deste género mas acredita que quem corre por gosto não cansa.

Em primeiro a subjectividade inerente ao tipo de classificação por estrelas é grande. O que difere por exemplo, um filme de 8,5 de 9? Não é muito mas se calhar o suficiente para existir essa diferença.

Em segundo, 6 na minha escala (volto a repetir NA MINHA ESCALA) é considerado razoável. Ou seja não é bom mas também não é suficiente mau para assim o dizer. Ora bem curioso que, e pode ser apenas impressão minha, mas vai bater precisamente, "no banal", "no apenas mais um" da tão curiosa frase a que te remetes.

Por fim em terceiro, eu não falo mal do filme. Falo daquilo que não me agradou, falo, e faço-o de uma forma bastante explicita, do que me agradou e acima de tudo falo daquilo que no fim resulta da junção desses respectivos pontos. Mais uma vez curiosamente, ou talvez não, o resultado é a razoabilidade do filme.

Daí a nota.

Cumprimentos

A.S.
De Joader a 25 de Novembro de 2008 às 00:09
Estava lá, fui assistir o filme. E se me entendem, o Max Payne apareceu poucas vezes no filme.
De OlharCrítico a 25 de Novembro de 2008 às 03:30
Curioso, pois já não é a primeira pessoa que partilha comigo esta mesma opinião. Ele aparece, a personagem aparece mas o verdadeiro Max Payne de facto, e de certa forma concordo contigo, aparece poucas vezes. Falta lá qualquer coisa para a caracterização deste personagem ser mais eficaz digamos assim. E se voltarmos atrás no tempo... no jogo Max Payne era muito bem trabalhado, a todos os níveis.

Cumprimentos,

A.S.

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

posts recentes

Férias… Palavras para quê...

Excelência nas editoras?!...

Onde pára a Originalidade...

Crítica: "Transformers 2:...

Nunca um ADEUS mas sim um...

O TERROR, o drama, a emoç...

Novos posters de "Sherloc...

Trailer (do caraças) de "...

Futebóis

Crítica: "Terminator Salv...

"Iron Man 2": 1ª foto de ...

Trailer de "500 Days of S...

Crítica: "Six Feet Under"

Venha daí o CLICHÉ pois e...

Sam Worthington em "Clash...

Ora digam lá, o que é mai...

David Carradine (1936-200...

Teaser de "[REC-2]"

E Viva lá TV!!

Livros e Cinema (serão as...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links

votações

Melhor Bond...James Bond

Melhor Serial Killer

Melhor Filme de Natal

Melhor Filme de Super-Heróis

Melhor Actor Secundário

Melhor Filme Romântico

Melhor Série de TV actual

Melhor Transformação Física

Melhor Dupla de Cinema

Actor de TV mais sexy

Actriz de TV mais sexy

Melhor Monstro

Melhor Blockbuster

Melhor Actor Actual de Acção

Melhor Temporada do 24

Melhor Filme de Quentin Tarantino

Expectativas para o The Dark Knight

Melhor Filme de Steven Spielberg

subscrever feeds