Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Crítica: "The Mist" / "Cloverfield" / "REC"

No decorrer destas últimas semanas fiz questão de ver os filmes de terror mais falados do momento. Foram eles, “The Mist”, “Cloverfield” e “Rec”. Devo apenas referir, que se este género continuar a dar cartas, como é evidente esse facto nestes três filmes, é muito bom saber que finalmente volta a ser possível ver bons filmes de terror.

 


 

 Classificação:  (8.5/10)

 

É o único entre os três que não partilha do mesmo conceito visual, mas ainda assim e a meu ver, um excelente filme. Um inicio muito bem conseguido, com todas as convenções do género de Terror, bem presentes. Com o desenrolar da narrativa, gostei particularmente da caracterização do conceito da histeria colectiva liderada pela fanática religiosa. Personagens bem caracterizadas na sua maioria, e algumas sequências de se lhe tirar o chapéu. Muito tem sido dito dos efeitos especiais, no entanto e na minha perspectiva, conseguiram ser eficazes o quanto baste. Quanto ao final, é para mim, o ponto forte. Adorei a crueldade e a dureza com que nos é apresentado, pena o actor se apresentar um tanto limitado nas artes interpretativas naquele momento chave.


O MELHOR: A ambiência inicial, a histeria e a caracterização da mesma e o final. Uma realização muito segura.


O PIOR: A limitação evidente por parte de Thomas Jane no final.

 


 

 Classificação:  (7.5/10)

 

Gostei bastante do conceito que se baseia na filmagem a partir de uma handycam. Mas há que perceber que o conceito não é tudo. E neste filme é evidente. Foi um sucesso pela sua campanha publicitária, o que é de elogiar, tem sequências e momentos igualmente muito bem conseguidos. Mas o que pode ser muito bom, pode facilmente tornar-se em algo de muito mau, se não for gerido com mestria. Por mais que goste do conceito, não posso deixar de referir que a câmara mexe e treme demais. E mexe tanto que na maioria das vezes é imperceptível o que a imagem nos mostra, ou tenta mostrar. E aí penso que o objectivo foi falhado. Tecnicamente o filme poderia e deveria estar muito mais cuidado, e deveria ter aqueles pormenores que fazem de um filme um grande filme.

 

O MELHOR: A abertura, e a cena que decorre nos túneis do metro.


O PIOR: Apesar de gostar, Cloverfield não me convenceu com tanta tremedeira por parte da câmara.

 


 

 Classificação:  (10/10)

 

Pela classificação, sim foi de facto um dos melhores, se não mesmo o melhor filme de Terror que vi nos últimos tempos. Muito bem pensado, com as cenas a acontecerem no momento certo o que o torna perfeito na forma como guia o espectador no desenrolar da acção. Um filme que gere de forma exemplar a noção de Terror e suspense. Isto acontece tanto a nível de argumento e recursos de argumento, como numa parte mais técnica, recorrendo a uma câmara e um trabalho com a mesma muito mais cuidado (isto em comparação com Cloverfield). Recheado de pormenores (como falhas de som/imagem, panorâmicas no som, dependendo do local onde o personagem se encontra, e o cuidado ao tentar explicar a história, o que é raro num filme deste género, entre muitas outras coisas) tornam-no num objecto fílmico que é impossível não gostar, ou apreciar. As sequências estão muito bem filmadas e executadas, o que demonstra um enorme cuidado na preparação de todo o filme. Sim tem alguns pontos negativos, algumas inverosimilhanças, mas que sinceramente não diminuem em nada o resultado final. E este está a vista. REC, é quase obrigatório ver, independentemente de se gostar ou não do género.


O MELHOR: São tantas as coisas que não consigo especificar, por isso, tudo. Uma realização igualmente muito segura.


O PIOR: Nada de relevante a apontar. Bem talvez saber que já se vai fazer um remake, lá para os States… nalgumas coisas aqueles tipos são mesmo infelizes.

tags:
publicado por OlharCrítico às 10:11
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Dreamweaver a 28 de Abril de 2008 às 14:07
Estava à ver que já não postavas uma critica tua!
Abraço
De OlharCrítico a 28 de Abril de 2008 às 18:16
Pois... tens toda a razão, apesar de ninguém gostar de ouvir as verdades, tenho que aceitar essa critica pois no fundo tens razão. De facto este meu afastamento, não é por vontade própria, é mesmo por muita falta de tempo. E passo a explicar porque. Tou a concluir o mestrado, e como tese/ projecto final, pedem-nos um filme, que como deves imaginar consome-me demasiado tempo com as diversas etapas que temos que ultrapassar... mas prometo que vou tentar estar mais em cima do acontecimento, escrevendo criticas ao filmes que for vendo. Tá prometido Mauro :)
abraços

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

posts recentes

Férias… Palavras para quê...

Excelência nas editoras?!...

Onde pára a Originalidade...

Crítica: "Transformers 2:...

Nunca um ADEUS mas sim um...

O TERROR, o drama, a emoç...

Novos posters de "Sherloc...

Trailer (do caraças) de "...

Futebóis

Crítica: "Terminator Salv...

"Iron Man 2": 1ª foto de ...

Trailer de "500 Days of S...

Crítica: "Six Feet Under"

Venha daí o CLICHÉ pois e...

Sam Worthington em "Clash...

Ora digam lá, o que é mai...

David Carradine (1936-200...

Teaser de "[REC-2]"

E Viva lá TV!!

Livros e Cinema (serão as...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links

votações

Melhor Bond...James Bond

Melhor Serial Killer

Melhor Filme de Natal

Melhor Filme de Super-Heróis

Melhor Actor Secundário

Melhor Filme Romântico

Melhor Série de TV actual

Melhor Transformação Física

Melhor Dupla de Cinema

Actor de TV mais sexy

Actriz de TV mais sexy

Melhor Monstro

Melhor Blockbuster

Melhor Actor Actual de Acção

Melhor Temporada do 24

Melhor Filme de Quentin Tarantino

Expectativas para o The Dark Knight

Melhor Filme de Steven Spielberg

subscrever feeds