Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Crítica: "1408"

 Classificação:  (7/10)

 

“Do not stay in that room…”

 

Decidi ir ver “1408”, mas fi-lo com algum receio. Não só pela recorrente falta de originalidade e qualidade dos últimos filmes de terror, mas sobretudo porque ultimamente, os filmes baseados nas obras do mestre Stephen King, têm sido verdadeiros acidentes de percurso. Faz algum tempo, desde “Shawshank Redemption” e “The Green Mile”, que as obras deste autor não eram coroadas com uma boa adaptação cinematográfica.


Por isso, qual não foi a minha surpresa, quando cheguei ao intervalo a vibrar de forma intensa com este “1408”. O começo é muito bom em todos os pontos de vista. Clarifica todos os aspectos em que encontramos o personagem principal, bem como todos os seus dilemas. O seu cepticismo é realisticamente demonstrado na sequência da sessão de autógrafos, é através dele que o realizador nos indica o caminho pretendido - o do suspense e o do desconhecido. Todavia, ao mesmo tempo, dá-nos uma história quase em tempo real e com uma estrutura diferente à que estamos habituados a ver. Tudo o que é importante está à nossa vista, mas ao contrário do que é normal neste género de filmes, tudo nos é mostrado de forma inteligente e sucinta.


A realização, competente e muito segura, apresenta-nos planos geniais – o início de filme por si só diz tudo. As cenas no hotel - quando Samuel L. Jackson encontra John Cusack, a ida até ao quarto (muito bem conseguida) e o plano da chave - e é muito graças a Mikael Håfström (Derailed – Pecado Capital) que o filme se mantém muito coeso até próximo do final. O facto de também não terem recorrido aos efeitos digitais em demasia, torna o filme sóbrio, sólido e eficaz. Apesar disso, as vezes que são utilizados, foram-no a meu ver, muito bem empregues. Fascinou-me a ideia de ver os mortos como uma emissão de televisão dos anos cinquenta.


A música, fundamental num filme de terror, é, também, aqui inserida com bastante sucesso. Não se torna incomodativa e tirando uma ou outra sequência, onde acho que era desnecessária, é um elemento que ajuda a exponenciar o suspense e o objectivo do filme.


John Cusack é o homem do filme. É ele que carrega o filme às costas com uma interpretação muito acima da média, aliás muitas das vezes, trata-se de um monólogo, temos praticamente o filme todo só com John Cusack. Ele brilha e faz brilhar, com a representação de um homem inicialmente cínico e que depois é incapaz de distinguir o real do irreal (um pouco à imagem de Jack Nicholson em Shining), com uma capacidade extraordinária de comunicar com o espectador. Uma interpretação fantástica a provar que sabe e consegue muito mais do aquilo que nos tem mostrado em filmes anteriores.


Apesar de ter sido uma agradável surpresa, não posso deixar de apontar aquilo que considero ser menos bom, que na minha perspectiva acaba por fazer decrescer a qualidade do filme, e consequentemente a nota que lhe dou. Se o início é irrepreensível, a todos os níveis, o final já deixa muito a desejar. Durante o filme questionei-me várias vezes – como é que isto irá acabar?! – Pena que o fim seja tão inferior ao início. Sem querer desvendar muito, o final é demasiado confuso, extenso, desconexo e descontextualizado de todo o resto, com súbitos avanços e retrocessos que deixam o espectador sem saber onde se situar e principalmente sem perceber o desfecho do filme.


“1408” é, com certeza, um dos melhores filmes do género que vi ultimamente. Um filme a não perder, um óptimo entretenimento, com uma rotina de terror bem conseguida independentemente do ponto de vista.


O Melhor: Todo o filme até à última parte. John Cusack no seu melhor com uma interpretação fantástica.


O Pior: A última parte do filme - desconexa, exagerada e muito confusa, que não faz justiça ao resto do filme.

publicado por OlharCrítico às 11:11
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FILMES: 2009

Angels & Demons

Choke

Gran Torino

O Contrato

Slumdog Millionaire

Terminator Salvation

The Watchmen

The Wrestler

Transformers 2: Revenge of The Fallen

 

 

FILMES: 2008

007-Quantum of Solace

10.000 BC

Burn After Reading

Eagle Eye

Hancock

I Am Legend

In The Valley Of Elah

Indiana Jones & The Kingdom of The Crystal Skull

Iron Man

Mamma Mia!

Max Payne

Meet the Spartans

Mirrors

National Treasure 2 - Book of Secrets

No Country for Old Men

Saw 4

Taken

The Curious Case of Benjamin Button

The Dark Knight

The Forbidden Kingdom

The Mist / Cloverfield / REC

The X-Files-I Want to Believe

Tropic Thunder

Untraceable

Wall-E

You Don't Mess With the Zohan

 

 

FILMES: 2007

1408

300

American Gangster

Beowulf 3D

Corrupção

Die Hard 4.0

El Laberinto Del Fauno

Fantastic Four 2

Ghost Rider

Ocean´s 13

Piratas das Caraíbas 3

Rocky Balboa

Shrek 3

Sicko

Spider-Man 3

The Bourne Ultimatum

The Brave One

The Good Shepherd

The Simpsons Movie

The Transformers

Wild Hogs

Zodiac

 

 

FILMES: 1980-1989

Aeroplane

Big

Look Who's Talking

 

 

"Indivíduas" do Sexo Feminino

O Estranho Caso… das Traduções de Títulos

Let´s Look At a Trailer… Or Not…

Xô Publicidade Xô!!!

Cinema Português… Para onde vais tu?

País de Brandos Costumes... Pipocas ou McDonald's?

Ò tempo, volta para trás! (Já baixavas os preços do cinema não?)

"Filmes para Maiores de…"

"Original vs Dobrado"

"Livros e Cinema (serão assim tão diferentes?)"

"E Viva lá TV!!"

"Futebóis"

"O TERROR, o drama, a emoção… e por aí fora"

"Nunca um ADEUS mas sim um ATÉ JÁ!"

"Onde pára a Originalidade e a Imaginação?!"

"Excelência nas editoras?! – É raro, muito raro!"

"Férias… Palavras para quê?!"

tags

todas as tags

posts recentes

Férias… Palavras para quê...

Excelência nas editoras?!...

Onde pára a Originalidade...

Crítica: "Transformers 2:...

Nunca um ADEUS mas sim um...

O TERROR, o drama, a emoç...

Novos posters de "Sherloc...

Trailer (do caraças) de "...

Futebóis

Crítica: "Terminator Salv...

"Iron Man 2": 1ª foto de ...

Trailer de "500 Days of S...

Crítica: "Six Feet Under"

Venha daí o CLICHÉ pois e...

Sam Worthington em "Clash...

Ora digam lá, o que é mai...

David Carradine (1936-200...

Teaser de "[REC-2]"

E Viva lá TV!!

Livros e Cinema (serão as...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links

votações

Melhor Bond...James Bond

Melhor Serial Killer

Melhor Filme de Natal

Melhor Filme de Super-Heróis

Melhor Actor Secundário

Melhor Filme Romântico

Melhor Série de TV actual

Melhor Transformação Física

Melhor Dupla de Cinema

Actor de TV mais sexy

Actriz de TV mais sexy

Melhor Monstro

Melhor Blockbuster

Melhor Actor Actual de Acção

Melhor Temporada do 24

Melhor Filme de Quentin Tarantino

Expectativas para o The Dark Knight

Melhor Filme de Steven Spielberg


Locations of visitors to this page

 

 

subscrever feeds