Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

Crítica: "O Contrato"


 Classificação:  (4.5/10)

 

NOTA: Esta semana, por motivos de excesso de trabalho fora do âmbito do blog, o André não teve tempo de preparar com o rigor que já nos acostumou, a crónica semanal do "O Outro Lado da Tela". De qualquer forma, em jeito de compensação, deixo-vos a última crítica que me enviou, do filme "O Contrato".

 

Apesar de já ter estreado há algum tempo, só recentemente tive oportunidade de o visionar. Para além disso trata-se de um filme português e só por esse facto parece-me pertinente apresentar um texto sobre ele.

 

Acompanhei, na altura da estreia, algumas entrevistas com realizador, actores e equipa técnica, e algumas coisas que fui ouvindo pareceram-me muito interessantes. Este era portanto um daqueles filmes no qual eu tinha uma certa curiosidade e expectativa.

 

Acrescentando a isso, trata-se de um filme que vai de encontro a um “género” (acção/ thriller) que na minha opinião tarda em aparecer no nosso cinema, e que poderia aqui pontuar nesse sentido. Pena que se tenha ficado apenas pelo “podia”.

 

É certo que lá para os lados de Hollywood, somos frequentemente presenteados com filmes, que apesar do seu argumento fraquinho, conseguem obter grandes resultados de bilheteira. Mas a nossa realidade é outra e disso não há dúvida. Este “Contrato” começa a “falhar” o seu objectivo logo neste primeiro passo tão importante. O argumento é desconexo, algo desinteressante até, e é desenvolvido a velocidade de caracol durante grande parte do filme, para avançar a uma velocidade estonteante nos últimos dez minutos, com twists mais ou menos esperados. Ainda neste capítulo é preciso referir que os diálogos são, em alguns casos surreais e de maneira nenhuma se enquadram no filme, e ao contexto descrito no mesmo.

 

Alguns destes problemas estão relacionados com o facto de o filme não possuir uma identidade própria. Vai buscar ideias aqui e ali, algumas demasiado evidentes, algumas bastante boas (como é o caso do plano “à Vertigo” quase já no final – pena que o filme não possuísse mais destes exemplares), e outras que são indiferentes ou irrelevantes, devido à quantidade de vezes que determinada cena já foi vista ou filmada. São, portanto, imensos os lugares comuns que acabam por retirar toda a originalidade que a obra à primeira vista poderia ostentar.

 

Quantos às interpretações, apesar do que por cá é dito, foram o que mais me agradou. Eficazes o quanto baste, adequadas a um contexto cinematográfico, acabam por resultar na generalidade do filme. Pedro Lima até consegue convencer, dentro da medida do possível, e Cláudia Vieira também não compromete. Alguns dos secundários estão particularmente bem, como são os casos de Vítor Norte e José Wallenstein.

 

O mesmo já não acontece com a parte técnica. Todo o filme é muito plástico, algo forçado. Isto é evidente nos elementos de raccord (transição entre planos), nos quais, na grande maioria, deixam muito a desejar. A utilização de efeitos digitais é desnecessária e definitivamente não resulta. Fazer-se a explosão (que inclusivamente aparece no trailer) teria sido bem mais eficaz se se tivesse recorrido a efeitos especiais (ao invés dos efeitos por computador), já para não falar que provavelmente teria ficado mais barato. Além disso não temos os meios (pelo menos ainda) para conseguir fazer uma cena deste tipo, que aparente e evidencie realismo. Quanto à música, apenas dizer que por vezes senti que estava a ver um filme pornográfico, e é pena, pois algumas cenas ficam bastante prejudicadas pela melodia ambiente (como por exemplo a cena do chuveiro que tem a sua beleza) e na qual a música estraga completamente o momento.

 

No final, acaba por ser uma desilusão e resta apenas a tentativa de se fazer algo diferente. Mas falta ainda muito… e bem vistas as coisas, com um argumento sólido, verosímil e interessante, ficaria a faltar bem menos, pois também de outra forma, simplesmente nunca irá resultar.

 

tags:
publicado por OlharCrítico às 22:38
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FILMES: 2009

Angels & Demons

Choke

Gran Torino

O Contrato

Slumdog Millionaire

Terminator Salvation

The Watchmen

The Wrestler

Transformers 2: Revenge of The Fallen

 

 

FILMES: 2008

007-Quantum of Solace

10.000 BC

Burn After Reading

Eagle Eye

Hancock

I Am Legend

In The Valley Of Elah

Indiana Jones & The Kingdom of The Crystal Skull

Iron Man

Mamma Mia!

Max Payne

Meet the Spartans

Mirrors

National Treasure 2 - Book of Secrets

No Country for Old Men

Saw 4

Taken

The Curious Case of Benjamin Button

The Dark Knight

The Forbidden Kingdom

The Mist / Cloverfield / REC

The X-Files-I Want to Believe

Tropic Thunder

Untraceable

Wall-E

You Don't Mess With the Zohan

 

 

FILMES: 2007

1408

300

American Gangster

Beowulf 3D

Corrupção

Die Hard 4.0

El Laberinto Del Fauno

Fantastic Four 2

Ghost Rider

Ocean´s 13

Piratas das Caraíbas 3

Rocky Balboa

Shrek 3

Sicko

Spider-Man 3

The Bourne Ultimatum

The Brave One

The Good Shepherd

The Simpsons Movie

The Transformers

Wild Hogs

Zodiac

 

 

FILMES: 1980-1989

Aeroplane

Big

Look Who's Talking

 

 

"Indivíduas" do Sexo Feminino

O Estranho Caso… das Traduções de Títulos

Let´s Look At a Trailer… Or Not…

Xô Publicidade Xô!!!

Cinema Português… Para onde vais tu?

País de Brandos Costumes... Pipocas ou McDonald's?

Ò tempo, volta para trás! (Já baixavas os preços do cinema não?)

"Filmes para Maiores de…"

"Original vs Dobrado"

"Livros e Cinema (serão assim tão diferentes?)"

"E Viva lá TV!!"

"Futebóis"

"O TERROR, o drama, a emoção… e por aí fora"

"Nunca um ADEUS mas sim um ATÉ JÁ!"

"Onde pára a Originalidade e a Imaginação?!"

"Excelência nas editoras?! – É raro, muito raro!"

"Férias… Palavras para quê?!"

tags

todas as tags

posts recentes

Férias… Palavras para quê...

Excelência nas editoras?!...

Onde pára a Originalidade...

Crítica: "Transformers 2:...

Nunca um ADEUS mas sim um...

O TERROR, o drama, a emoç...

Novos posters de "Sherloc...

Trailer (do caraças) de "...

Futebóis

Crítica: "Terminator Salv...

"Iron Man 2": 1ª foto de ...

Trailer de "500 Days of S...

Crítica: "Six Feet Under"

Venha daí o CLICHÉ pois e...

Sam Worthington em "Clash...

Ora digam lá, o que é mai...

David Carradine (1936-200...

Teaser de "[REC-2]"

E Viva lá TV!!

Livros e Cinema (serão as...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links

votações

Melhor Bond...James Bond

Melhor Serial Killer

Melhor Filme de Natal

Melhor Filme de Super-Heróis

Melhor Actor Secundário

Melhor Filme Romântico

Melhor Série de TV actual

Melhor Transformação Física

Melhor Dupla de Cinema

Actor de TV mais sexy

Actriz de TV mais sexy

Melhor Monstro

Melhor Blockbuster

Melhor Actor Actual de Acção

Melhor Temporada do 24

Melhor Filme de Quentin Tarantino

Expectativas para o The Dark Knight

Melhor Filme de Steven Spielberg


Locations of visitors to this page

 

 

subscrever feeds