Segunda-feira, 9 de Março de 2009

Crítica: "The Watchmen"


 Classificação:  (9/10)

  

O "outro lado dos super-heróis" seria como eu definiria este filme se me pedissem para o fazer. Foi sem conhecer praticamente nada da BD na qual se basearam, que vi esta película como um ponto de viragem dentro do género. Como filme, respira e existe de forma harmoniosa sem recorrer necessariamente à obra original, sendo que, reconheço que possa ser uma ainda mais agradável experiência para quem conhecer a BD aprofundadamente.

 

Aliás, é precisamente na narrativa que reside um dos (muitos) pontos fortes deste filme. Densa, perturbante, sombria, realista, actual, violenta e adulta, retrata de forma evidente a notável capacidade criativa e escrita de Alan Moore, com os enredos e subenredos que desenvolveu, absolutamente brilhantes e nunca antes vistos e aplicados no âmbito cinematográfico, excepto talvez no ainda recente "The Dark Knight". Em "Watchmen" temos heróis na perspectiva de pessoas comuns. Temos heróis que além dos problemas de outros e do mundo também têm os seus (pessoais) para resolver. Por outro lado, e existente em todas as questões, a dualidade que caracteriza a vida de qualquer um de nós, e o que isso acarreta, a par com as respectivas escolhas e consequências que dessas advêm. É desde o inicio do filme (com um dos genéricos mais marcantes que já vi), que é construída toda esta complexidade narrativa que vai crescendo com os acontecimentos mostrados no filme, e que culminam num final que tem tanto de surpreendente como lógico e conclusivo, apesar do risco inerente que o realizador correu (que segundo o que li, alterou-o ligeiramente). E há que dizê-lo, tudo isto é louvável

 

Zack Snyder, tem um trabalho exemplar na realização. A sua capacidade visionária já não era novidade, contudo existe de um cuidado extremo e evidente, nas imagens que nos são mostradas. E mesmo não conhecendo a BD, é perceptível o empenho na tentativa de colar as imagens da BD ao filme, facto que resulta em pleno e, tenho que confessar, dá um aspecto muito cool ao filme. É muito graças à realização, que o filme resulta tão bem. Tudo foi pensado ao pormenor, e quando assim é o objectivo tende a ser alcançado. O mesmo acontece com os efeitos visuais do filme. Neste caso revestem-se de uma importância significativa e na grande maioria das vezes são bastante eficazes. "Na grande maioria das vezes" porque no que respeita à personagem de Dr. Manhattan, já lhe denotei algumas falhas técnicas, principalmente quando com este existe interacção com uma ou mais personagens, o que se traduz numa falsa sensação de toque e profundidade. Isto apesar do visual fantástico que lhe foi destinado.

 

Relativamente aos actores, mais uma vez a única palavra que me ocorre é: exemplares. As suas personagens, caracterizadas de forma perfeita, dão assim a conhecer ao espectador, toda a densidade pessoal de cada uma delas, que em tanto beneficiam a história, principalmente no que respeita ao segmento final da mesma. Também a música, tem um papel importantíssimo no filme e é, a meu ver, muito bem escolhida. O genérico, como já referi, é uma pérola preciosa (para guardar para sempre) e todo o filme está irrepreensivelmente sustentado do ponto de vista músical.

 

Porém, e já li vários comentários em concordância, falta qualquer coisa ao filme. Também eu senti isso, mas talvez advenha do facto, que bem vistas as coisas – e quem conhece a BD, melhor poderá opinar sobre esta minha posição – não existe nada de propriamente original (e genial) proveniente da mente de Zack Snyder, tratando-se "apenas" de uma reprodução (muito fiel) que demonstra o mais profundo respeito pela obra do autor que a criou. Neste sentido também é certo que provavelmente nunca terá sido definido como objectivo, a criação de algo totalmente novo, mas a verdade é que não impede de nos deixar com ânsia de mais e melhor, além da ilustração (muito próxima da perfeição) da obra de Moore.

 

Não obstante deste pequeno factor (discutível em toda a sua extensão), é um filme imprescindível. Ponto de viragem no género e um filme obrigatório. Uma experiência marcante e estimulante, em todos os aspectos, e com a qual, cada vez menos vezes, somos confrontados lá para os lados do cinema americano

 

O MELHOR: A densidade e inteligência narrativa, a vertente visual do filme. A realização.

 

O PIOR: A estranha sensação de que falta qualquer coisa, com que se sai da sala.

 

tags:
publicado por OlharCrítico às 14:28
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Filipe Coutinho a 11 de Março de 2009 às 21:55
Atribuo exactamente a mesma nota. Curiosamente em Portugal o filme até tem sido bem aceite ao contrário das minhas previsões. Mas ainda bem que assim o é. O legado de Watchmen merece.

Abraço
De OlharCrítico a 14 de Março de 2009 às 10:49
O filme só tem mesmo de ser bem recebido. Tem uma história interessante, bem escrita, bem realizada e portanto trata-se mesmo de um grande filme. Ainda que realmente seja um tanto estranho, pois o povo Português nesse tipo de coisas é... digamos, difícil de prever. É como dizes, o legado de Watchmen merece.

Abraço

A.S.

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FILMES: 2009

Angels & Demons

Choke

Gran Torino

O Contrato

Slumdog Millionaire

Terminator Salvation

The Watchmen

The Wrestler

Transformers 2: Revenge of The Fallen

 

 

FILMES: 2008

007-Quantum of Solace

10.000 BC

Burn After Reading

Eagle Eye

Hancock

I Am Legend

In The Valley Of Elah

Indiana Jones & The Kingdom of The Crystal Skull

Iron Man

Mamma Mia!

Max Payne

Meet the Spartans

Mirrors

National Treasure 2 - Book of Secrets

No Country for Old Men

Saw 4

Taken

The Curious Case of Benjamin Button

The Dark Knight

The Forbidden Kingdom

The Mist / Cloverfield / REC

The X-Files-I Want to Believe

Tropic Thunder

Untraceable

Wall-E

You Don't Mess With the Zohan

 

 

FILMES: 2007

1408

300

American Gangster

Beowulf 3D

Corrupção

Die Hard 4.0

El Laberinto Del Fauno

Fantastic Four 2

Ghost Rider

Ocean´s 13

Piratas das Caraíbas 3

Rocky Balboa

Shrek 3

Sicko

Spider-Man 3

The Bourne Ultimatum

The Brave One

The Good Shepherd

The Simpsons Movie

The Transformers

Wild Hogs

Zodiac

 

 

FILMES: 1980-1989

Aeroplane

Big

Look Who's Talking

 

 

"Indivíduas" do Sexo Feminino

O Estranho Caso… das Traduções de Títulos

Let´s Look At a Trailer… Or Not…

Xô Publicidade Xô!!!

Cinema Português… Para onde vais tu?

País de Brandos Costumes... Pipocas ou McDonald's?

Ò tempo, volta para trás! (Já baixavas os preços do cinema não?)

"Filmes para Maiores de…"

"Original vs Dobrado"

"Livros e Cinema (serão assim tão diferentes?)"

"E Viva lá TV!!"

"Futebóis"

"O TERROR, o drama, a emoção… e por aí fora"

"Nunca um ADEUS mas sim um ATÉ JÁ!"

"Onde pára a Originalidade e a Imaginação?!"

"Excelência nas editoras?! – É raro, muito raro!"

"Férias… Palavras para quê?!"

tags

todas as tags

posts recentes

Férias… Palavras para quê...

Excelência nas editoras?!...

Onde pára a Originalidade...

Crítica: "Transformers 2:...

Nunca um ADEUS mas sim um...

O TERROR, o drama, a emoç...

Novos posters de "Sherloc...

Trailer (do caraças) de "...

Futebóis

Crítica: "Terminator Salv...

"Iron Man 2": 1ª foto de ...

Trailer de "500 Days of S...

Crítica: "Six Feet Under"

Venha daí o CLICHÉ pois e...

Sam Worthington em "Clash...

Ora digam lá, o que é mai...

David Carradine (1936-200...

Teaser de "[REC-2]"

E Viva lá TV!!

Livros e Cinema (serão as...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links

votações

Melhor Bond...James Bond

Melhor Serial Killer

Melhor Filme de Natal

Melhor Filme de Super-Heróis

Melhor Actor Secundário

Melhor Filme Romântico

Melhor Série de TV actual

Melhor Transformação Física

Melhor Dupla de Cinema

Actor de TV mais sexy

Actriz de TV mais sexy

Melhor Monstro

Melhor Blockbuster

Melhor Actor Actual de Acção

Melhor Temporada do 24

Melhor Filme de Quentin Tarantino

Expectativas para o The Dark Knight

Melhor Filme de Steven Spielberg


Locations of visitors to this page

 

 

subscrever feeds